A casa do palhaço

Finalmente, a mansão do finalda rua ia ter inquilinos. A família que se mudou fez grandes reformas na casa, a única coisa que a deixou tal e qual foi o grande quadro que pendia sobre a chaminé. O óleo representava um palhaço que mostrava as suasmãos estendidas. Era um quadro arrepiante, mas ao mesmo tempo, era difícil desviar os olhos dele. Quando lá estavam há uns dias, a mãe foi acordar a sua filha mais velha. Depois de várias tentativas falhadas, apercebeu-se de que... Estava morta! Histérica, foi buscar o marido e, quando passou à frente do quadro, um grito mudo afundou-se na sua garganta; o palhaço tinha abaixado um dedo! Desde aquele dia, a família viveu entre o terror e a tristeza. Pouco depois, um dos filhos adolescentes teve um acidente de moto e faleceu. O palhaço abaixou outro dedo. A mãe queria fugir, com o resto da família, daquela casa, mas uma força inexplicável impedia-os de abandoná-la. De pouco a pouco tempo morria um deles, e, cada vez em circunstâncias mais horríveis: afogados, mutilados, decapitados... E por cada morte, o palhaço baixava um dedo. A mãe perdeu a cabeça e finalmente chegou a sua vez: morreu esmagada por uma estátua do salão que caiu misteriosamente. Só restava com vida o pai e o filho mais novo... Mas foi por pouco tempo. Uma noite deflagrou um grande incêndio. Os bombeiros nunca encontraram os restosdos dois últimos habitantes da mansão. A única coisa que encontraram intacto, foi um estranho quadro de um palhaço que mostrava estendidos, os 10 dedos das mãos.

Comentários

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *