O cachorro cinistro

 Esta história que vou lhes contar é baseada em fatos reais, acreditem se quiser. Os nomes mencionados são apenas sugestões pra vocês entenderem melhor a história. Susie e Mark eram um casal de irmãos que estavam voltando para casa após participarem de uma festa na universidade. Susie que estava dirigindo mostrou para o irmão um belo anel de diamantes caro que recebera de Spence um colega de faculdade de família rica, que estava interessado nela. Era madrugada e noite de lua cheia, quando repentinamente um grupo de cinco de assaltantes dentro de uma pick-up surgiu ao lado deles lhe apontando armas, apavorados Mark e Susie pararam o carro e colaboraram com os meliantes, que exigiram dinheiro e todos os objetos de valor que possuíam, um dos marginais acabou pegando o anel que Susie havia ganho de Spence e o pôs na sua mão direita. Os assaltantes além de quererem também o carro deles, obviamente tinham segundas intenções com Susie, quando todos (marginais e vítimas) ouviram barulhos de folhas se movendo vindo no meio da floresta e sem mais nem menos, sai de dentro da floresta um enorme e assustador cachorro, um dos marginais deu um tiro no sinistro cão, mas este saltou em cima do meliante e o fez em pedaços, outro marginal, o que se apropriara do anel de Susie, desferiu dois tiros no cão monstruoso, mas este lhe mordeu a mão direita, arrancando-a fora, Susie e Mark aproveitaram-se do pandemônio que se criara e fugiram no carro deles, os três assaltantes sobreviventes entraram na Pick-up deles e fugiram, Susie e Mark ao chegarem em casa eles relataram o ocorrido aos pais que imediatamente chamaram a polícia, depois de feita a ocorrência a polícia enviou uma patrulha para o local indicado e de fato encontraram os dois marginais dilacerados, também acharam pegadas do que parecia ser um cão enorme que desapareceram na floresta. Mais tarde durante os depoimentos Susie e Mark, a polícia perguntou de que raça era o cachorro, mas eles não souberam dizer, mas deram a descrição do maligno cão, tinha mais ou menos o tamanho de um São Bernardo, pelos prateados e felpudos, um par de olhos vermelhos e presas enormes que mesmo com as mandíbulas fechadas ficavam expostas, depois de prestados os depoimentos à polícia fez os procedimentos investigativos de praxe e arquivou o caso. Susie e Mark entanto não se deram por satisfeitos e fizeram suas investigações paralelas, quando foram nos arredores do local onde foram atacados pelo cachorro, ouviram relatos de moradores da região que afirmaram também terem visto a mesma besta, muitos suspeitam que o feroz cão que Susie e Mark viram deve pertencer à velha Helga, uma idosa que mora em uma mansão abandonada na floresta, que tinha fama de ser bruxa e também, segundo boatos tinha mais de trezentos anos de idade, comentavam também que ela possuía um cão muito estranho de uma raça que nunca viram antes e que era visto apenas em noites de lua cheia. Susie e Mark foram fazer uma visita à velha Helga e enquanto averiguavam a mansão onde ela morava o único cachorro que ela parecia possuir era um vira-lata velho, esquelético, desdentado e inofensivo. Repentinamente uma senhora assustadora, provavelmente a dona Helga, os interpelou e lhes perguntou o que faziam na propriedade dela, Susie inventou que eram universitários e estavam fazendo um trabalho redacional de pesquisa sobre mansões de estilo secular, Helga aparentemente engoliu a história deles e os convidou a tomar um chá e conhecerem a casa dela, mas Susie achou melhor ela e Mark irem embora, mas prometeu uma visita posterior para pesquisar, no que Helga não fez a menor objeção. No que foram embora, Susie comentou uma coisa aterrorizada com Mark, ela reparara que Helga estava usando na mão direita dela o mesmo anel de diamantes que ganhara de Spence na festa universitária que compareceram antes de terem sido atacados pelo cão bestial.

Comentários

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *