Um Pacto com o Demo

Um pedreiro em uma obra batia papo com seus colegas de trabalho. - Eu não agüento mais essa vida,faria qualquer coisa para ganhar dinheiro, ate faria um pacto com o Diabo. Seu amigo disse: - Você é doido,não fale uma coisa dessa nem de brincadeira. Ele respondeu: - Essas coisas não existem. O dia se passou e o pedreiro foi embora,chegando no ponto de ônibus,ele começou a esperar pela sua condução que a horas não passava,ele achou estranho,pois o mesmo ônibus nunca demorara tanto.Alguns minutos depois ele avista um carro preto bem grande,que para pedir informações,e por coincidência o endereço que homem estranho perguntava era na rua que o pedreiro morava. o pedreiro disse: - Meu amigo hoje é seu dia de sorte, pois estou indo para essa rua. O homem estranho retrucou. - Então hoje é o seu dia de sorte,pois você vai ganhar uma carona, sobe ai. o pedreiro sem pensar subiu,e eles seguiram viagem,quando o pedreiro entrou no carro ele sentiu um forte cheiro de enxofre,ele tentava ver o rosto do homem mas ele não conseguia.O homem começou a fazer varias perguntas,se ele gostava de dinheiro,poder se ele tava disposto a fazer qualquer coisa por dinheiro,ele achando o papo estranho pensou,esse cara é gay,mas homem retrucou na hora: - Não é nada disso que você ta pensando,não sou gay,você lembra que hoje de manhã tu dizes que seria capaz de qualquer coisa para enriquecer,ate fazer um pacto,pois estou aqui para fazer o pacto. O pedreiro ficou branco, ele estava frente a frente com o satanás e disse: - Eu falei brincando,eu achei que o senhor não existia. O homem disse: - Pois é, mais existo e não estou pra brincadeira,mas se você mudar de idéia é só me chamar. O homem deu um aperto de mão no pedreiro,ele se assustou mais ainda pois mão era enorme,e unha extremamente afiadas,ele parou o carro o pedreiro desceu,e quando voltou a si estava no mesmo ponto de ônibus,e não tinha se passado um minuto desde que entrou no carro.

Comentários

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *