A Casa do terror

No decorrer de certa noite uma discussão, um bate boca entre neta e avó. Maria e sua neta Andréia, nessa noite, deixaram a vizinhança abalada.

Quando a mãe de Andréia foi embora para outra cidade em busca de emprego, Andréia teve de ir morar com a sua avó dona Maria. Uma convivência entre avó e neta nada saudável e muito conturbada.

Andréia vivia um verdadeiro inferno na casa da avó. Todo dia tinha que conviver com as humilhações da avó rabugenta. Às vezes era expulsa de casa; saía pelas ruas desnorteada, chorando e com não tinha mesmo para onde ir, voltava para o “castelo” onde residia sua avó bruxa e má para novamente ser castigada.


A discussão prolongava-se a toda altura, podia-se ouvir gritos e xingamentos.
____Sua Vadia você é igualzinha a sua mãe. Ouvia-se vindo de dentro da casa em meio aos gritos de Andréia e os barulhos das chicotadas que eram dadas. Os vizinhos ouviam a tudo perplexos e impacientes, pois sentiam que a surra estava fora de controle.


Coisas estavam sendo quebradas, moveis eram derrubados e muitas súplicas de Andréia eram ouvidas.

 ____Para com isso vó, para!

Ouviu-se um barulho e grito forte estrondou. De repente silêncio, silêncio mortal dentro da casa e vizinhos imóveis olhando para ela.

Os minutos se passam e o silêncio se prolongava. Então um homem decidiu arrombar a porta. Empurra-a e quando abre encontra tudo quebrado e a velha senhora esparramada no chão.
 Ela havia levado uma forte pancada. Andréia surge por detrás de uma cortina, toda ralada, suja e chorando muito. Em seguida aparece um homem trajando roupas sujas e um pedaço de madeira nas mãos. O vizinho e o homem se entre olham.

____Essa velha merecia. Diz o homem depois de um longo período de silêncio. Em seguida se dirige para o quintal e some no meio da escuridão. Toda a vizinhança entra e ficam perplexas com a cena. Desde então Andréia vive com a sua mãe que viera lhe buscar logo após o ocorrido e a casa do Horror hoje se encontra vazia.



23 de abril de 2015
Tamíres Sales
“Proseando com a vida-2013”







LEIAM TAMBÉM:

Comentários

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *