Lenda Urbana: A Bruxa de Ferro

Em uma pequena cidade, havia um pequeno hospital que cuidava de crianças com problemas nos ossos nesse mesmo hospital trabalhava uma enfermeira que era muito estranha.
imagem ilustrativa

         Um dia essa enfermeira se apegou muito a uma das crianças que já não estava tão bem,ela estava ligada a alguns aparelhos que sustentavam o peso de suas pernas e braços.

          A enfermeira não aguentando mais ver o estado em que a criança se encontrava decidiu que colocaria um fim em sua vida,assim matou a criança desligando os aparelhos e logo em seguida como forma de manter a criança sempre por perto colocou os extensores que a criança usava em seus braços e pernas em seu próprio corpo,não aguentando a crueldade que havia cometido se suicidou se jogando dentro do poço que havia nos fundos do hospital.

          Algum tempo depois o pequeno hospital foi encerrado e em seu lugar foi construído um orfanato, desde sua inauguração já havia relatos de estranhos acontecimentos, como sussurros e o barulho do que parecia ferro se arrastando pelo chão, mas nenhum adulto deu importância, imaginavam que eram apenas barulhos por causa da ala antiga do hospital encerrado.


            Passaram-se algum tempo e o orfanato também foi fechado, restando apenas umas poucas crianças para serem transferidas, foi nesse momento que coisas bizarras começaram a acontecer, toda noite crianças ouviam barulhos metálicos e viam o vulto de uma mulher horrível caminhar pelo corredor da ala em que estavam.

            Um dia uma das crianças quebrou a perna e essa dava gritos terríveis dizendo que a bruxa de ferro que tinha feito aquilo, mas os adultos não acreditaram imaginando que a criança havia caído da escada, deram o caso por encerrado e não falaram mais no assunto.

            Uma noite uma das meninas entrou gritando no quarto acordando todas as crianças que saíram correndo pelos corredores do orfanato, algumas ficaram frente a frente com uma mulher horrível, toda deformada e com ferragens pelo corpo, ela aponta seu dedo imundo para as crianças dizendo que sugaria suas almas e depois as matariam, as crianças saíram gritando pelo corredor, até que encontraram com o zelador que não acreditava na criatura horrível que estava vendo.


              Todos enfim conseguiram sair de dentro do orfanato, mas se deram conta de que faltava uma criança, mas ninguém tinha coragem de entrar novamente para saber o que tinha acontecido.

                Passaram a noite fora do prédio e na manhã seguinte foram procurar a garotinha que havia sumido e para desespero de todos eles. A pobre criança foi encontrada morta e com todo seu corpo retorcido, mas ainda agarrada ao seu ursinho.
imagem ilustrativa

Diz a lenda que desse dia em diante o fantasma dessa bruxa segue assombrando os orfanatos e quebrando os ossos das crianças para tentar colocar as ferragens em seus corpos.


Anônimo
04 de maio de 2015








LEIAM TAMBÉM:



Comentários

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *